Logo Imidiata Comunicação

Artigos / Março, 2021

Ads ou SEO? Qual a melhor estratégia para atrair mais tráfego?

É momento de trabalhar o seu Ads ou SEO? Qual a melhor estratégia para trazer atrair mais tráfego? Ao contrário do que muitos pensam, estas forças não são opostas, mas sim complementares.


mídias pagas ou orgânicas? qual a melhor estratégia?

Uma das primeiras perguntas que nossos clientes nos fazem ao iniciar um plano estratégico é: Qual é melhor, o tráfego pago ou tráfego orgânico?

Antes de dar a resposta absoluta, vamos definir estes conceitos que possuem defensores fervorosos de cada lado. Entendendo as diferenças e semelhanças entre eles, você entende melhor a nossa conclusão. Vamos lá?!

Definição de Tráfego Pago

Lugar de pessoas e marcas que queiram pagar para estar ali, o Ads (Anúncio Pago) geralmente aparece acima dos resultados orgânicos durante uma pesquisa. Esses anúncios são pagos pelo publicador de diversas maneiras. Podem ser:

CPC (custo por clique) — Anunciante só paga quando alguém clica no anúncio;

CPM (custo por mil impressões) - Quando o anúncio atingir mil visualizações, independentemente do número de cliques;

CPA (custo por ação) — o anunciante só é cobrado quando um usuário realiza determinada ação no site;

CPV (custo por visualização) — o anunciante paga para cada pessoa que visualizar o anúncio.

É uma ótima estratégia para experimentação, já que existe possibilidade de mudar de direção em tempo real, com resultados imediatos. Assim, varejistas iniciantes conseguem visibilidade de maneira instantânea, difícil de atingir por outros meios.

 

Definição de Tráfego Orgânico

Aqui entra nosso querido e terrível SEO. Querido porque adoramos aprender novas técnicas de escrita para mecanismos de busca, e terrível porque estes mesmos mecanismos, de tempos em tempos, alteram suas prioridades. Ou seja, o que era regra ontem pode ser baboseira hoje (brincadeira, Google, a gente te ama!).

Search Engine Optimization (SEO) pode ser definido como as ações de otimização dos conteúdos de todas as mídias. Tudo sem investimento envolvido, claro. O objetivo de sempre querer melhorar esses conteúdos é alcançar melhores posições no ranking de pesquisas. Como dito acima, os resultados orgânicos aparecem abaixo de alguns links patrocinados.

Além de aparecer para os robozinhos, o conteúdo deve atrair seres humanos também. Gerando interesse por parte de quem procura por um assunto relacionado ao seu produto ou serviço, fica mais fácil criar um relacionamento com potenciais clientes.

Voltando ao robô, ele leva em consideração tamanho da página, número de links, quantidade de sites que fazem referência a página, entre outros fatores.

Ads x SEO

Tem gente que jura que utiliza apenas uma das estratégias para gerar resultados. Pessoas que só investem em mídias pagas e pessoas que só apostam em mídias orgânicas para alcançar seus objetivos. Ok, cada uma tem vantagens e desvantagens diferentes, isto pode levar à conclusão de que uma pode ser mais adequada que a outra para cada tipo de caso.

O Ads permite muita experimentação, pois é possível alterar pontos das estratégias em tempo real. São resultados IMEDIATOS. Seria o melhor plano para aquele varejista que precisa de visibilidade instantânea a sua campanha. Porém, esses resultados não perduram, encerrando a escalada do anúncio assim que o montante investido se esgota.

Com o SEO, os resultados se sustentam por um longo período, mas é preciso paciência e uma boa estruturação para crescer no posicionamento orgânico. Por não exigir investimento, o lucro sobre o produto se torna maior. Ótima opção para quem tem tempo para construir sua presença digital aos poucos, economizando dinheiro.

O problema é que você estará perdendo as vantagens de uma ao escolher a outra. As grandes ideias estão na junção das duas! Saiba como o tráfego pago pode alavancar seu tráfego orgânico e vice-versa no próximo tópico.

Integração de Ads e SEO

Por mais que o Ads tenha uma colocação especial na SERP, ainda assim é preciso trabalhar para que ele apareça na primeira página de pesquisa. De que maneira? Utilizando palavras-chave e CTAs que agradem os motores de buscam gerando relevância e autoridade, ou seja, por vias orgânicas.

Este foi um exemplo da implementação das duas estratégias para um objetivo: alavancar um anúncio pago. Como também é possível entender o mercado para uma melhor segmentação por meio do Ads a fim de saber onde aplicar os esforços orgânicos.

Tudo vai depender da mensuração de resultados. Com um acompanhamento diário, você otimiza todo o processo, calibrando todos os recursos disponíveis. A conclusão é: tanto para visibilidade quanto para vendas, a pedida é aliar as forças do tráfego pago e tráfego orgânico. Fuja do que muitos pensam ser o padrão e inove!  

Gostou desse artigo? Leia mais conteúdos como esse em nosso blog e acompanhe a gente nas mídias sociais: Instagram / Facebook / Linkedin / Behance.