Logo Imidiata Comunicação

Artigos / Abril, 2021

Atualização no algoritmo do Google: Fique atento às métricas Core Web Vitals

A atualização combinará Core Web Vitals e sinais anteriores relacionados à UX. Saiba se seu site está preparado para a mudança aqui!


core web vitals saiba como implementar no seu site

Em maio novas orientações devem ser seguidas para o ranqueamento de páginas no Google, o maior buscador do mundo. As alterações são capazes de alavancar ou rebaixar sites e páginas na posição ranqueada instantaneamente. 

Muitas das mudanças surgem sem aviso, mas a equipe do Google se vê no dever de anunciar outros pontuais, que geram muitas implicações para a web. Um exemplo de update anunciado foi o Mobile First Index e agora as novas métricas focadas em experiência do usuário.

A companhia sempre enfatizou que o conteúdo é prioridade, porém todo o mercado digital está voltado para a construção de um ambiente otimizado, a fim de entregar este conteúdo da melhor maneira possível, para assim conquistar e fidelizar mais clientes.

A atualização combinará o Core Web Vitals e métricas anteriores relacionados à UX (User Experience). Todas as métricas deverão estar dentro do esperado pela companhia, para que o algoritmo considere a página para ranqueamento.

Esse update já estará valendo no próximo mês. Seu site está preparado? Siga a leitura para saber o que é preciso adaptar para se manter relevante no buscador.

O que é Core Web Vitals?

Core Web Vitals é uma iniciativa do Google, que fornece orientações de forma centralizada e organizada sobre todos os pontos de qualidade, que são considerados essenciais para a experiência do usuário. As três métricas que medem a usabilidade do site são:

  • LCP (Latest Contentful Paint) – Tempo de Carregamento
  • FID (First Input Delay) – Interatividade com a página
  • CLS (Cumulative Layout Shift) – Estabilidade Visual

A partir dessas métricas, o Google estabelece padrões de tempo para uma boa experiência na página:

  • carregamento: o LCP deverá ser de até 2.5 segundos desde o primeiro carregamento;
  • interatividade: o FID deverá corresponder a um número inferior a 100 milissegundos;
  • estabilidade visual: o CLS deverá ser inferior a 0.1.

Usabilidade do site em evidência

Esses indicadores medem como os usuários percebem a experiência de interagir com uma página da Web, com o objetivo de garantir que as pessoas tenham uma experiência mais útil e agradável na Web.

Esses novos indicadores combinam as principais métricas da Web com os indicadores de pesquisa já existentes, incluindo compatibilidade com dispositivos móveisnavegação seguraHTTPS e diretrizes para anúncios intersticiais intrusivos.

Conforme o Google fornecer informações sobre a qualidade da experiência de uma página da Web, pode ser útil para os usuários na escolha do resultado da pesquisa que eles querem visitar.

Logo, nos resultados, o snippet ou a visualização de imagem ajudará a fornecer um contexto temático para os usuários saberem quais informações uma página pode fornecer.

A companhia está trabalhando em um indicador visual para identificar páginas que atendam a todos os critérios de experiência.

Como otimizar o site para a atualização do algoritmo Google?

Toda página que estiver de acordo com as políticas do Google será qualificada. Eles darão prioridade às páginas com ótima experiência, principalmente aquelas aceleradas para dispositivos móveis ou qualquer outra tecnologia da Web, conforme os resultados forem classificados.

Para alcançar um bom posicionamento, siga as dicas a seguir:

  • Remoção de scripts dispensáveis: alguns scripts não se mostram tão necessários para o monitoramento do seu site, portanto, analise e exclua o que não faz falta. O carregamento das páginas pode ser beneficiado com menor quantidade de scripts;
  • Abandono de elementos pesados: além de imagens e códigos, menus e widgets também podem comprometer o carregamento. Logo, é interessante aplicar os princípios do UX Design no menu e banners do site, deixando apenas o que melhora a experiência do usuário;
  • Otimização do Java Script: pesquise por plugins que permitem o gerenciamento deste código, a fim de otimizá-lo.
  • Utilização de plugins de cache: com esses plugins é possível realizar o armazenamento em cache. Esse processo reduz o “esforço” realizado pelos navegadores no carregamento das páginas;
  • Dimensão precisa de elementos visuais: imagens, GIFs e outros conteúdos do seu site devem ter dimensões precisas. Assim, os navegadores sabem exatamente o espaço que eles ocupam;
  • Reserva de espaços para elementos adicionais: estabelecer espaços fixos ou inserir em segundo plano, elementos como banners e formulários. Isso impede que os demais itens da página sejam empurrados no carregamento.

 

Muito além dos gráficos e relatórios de desempenho, o fator experiência na página ilustra uma nova fase do e-commerce. Vivemos um momento de construção do novo cenário da internet entre empresas e usuários.

Gostou desse artigo? Continue lendo conteúdos importantes para marcas que desejam crescer no digital, como a importância de construir um Tom de Voz.

Quer otimizar sua loja virtual, mas ainda não sabe por onde começar?

 Clique aqui para conversar com a gente ou nos chame clicando no botão do WhatsApp, aqui no site.

Acompanhe a gente nas mídias sociais: Instagram / Facebook / Linkedin / Behance.